{lang: 'en-US'}

terça-feira, 31 de março de 2015

Lançamento infantil da editora Escrita Fina: Sereia em segredo.


Sereia em segredo

  • Um segredo bem guardado. Apenas as crianças e o mar sabem. A mãe suspeita: será que a filha se transforma em sereia durante a noite para navegar na espuma das ondas? Sereia em segredo é um convite para mergulhar em mistério encantado.

  • Formato: 25x25  

  • Paginas: 36  

  • Encardenação: Brochura

  • Assunto: Conto

  • Autora: Edith Lacerda

  • Ilustradora: Luciana Grether Carvalho

  • ISBN: 9788583130529

  • Público alvo: Leitor iniciante

  • Preço: R$ 25,00

segunda-feira, 30 de março de 2015

Primeira imagem oficial de Deadpool mostra humor e fidelidade ao personagem.


Ryan Reynolds busca a redenção de suas interpretações dos personagens Lanterna Verde e de Deadpool em X-Men Origens: Wolverine. Esta redenção, entretanto, não virá com a interpretação de um personagem de Shakespeare, mas com a volta ao próprio Deadpool. 
A primeira imagem evidencia o bom humor que muito provavelmente será o ponto alto da trama e também comprova a fidelidade da produção cinematográfica com os quadrinhos. Personagem que oscila entre a loucura e ações caricatas, Deadpool é quase tão querido quanto o próprio Wolverine. Pelo que já foi noticiado, Ryan retornará ao papel de forma correta, incluindo efeitos especiais de altíssimo nível e um uniforme digital. Também será usada a técnica de captura de movimentos.
No elenco, além de Reynolds, estarão T.J. Miller (Weasel), Gina Carano (Angel Dust), Ed Skrein e Morena Baccarin. 

Deadpool tem estreia prevista para 12 de fevereiro de 2016 e será dirigido por  Tim Miller.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Interestelar: análise de uma obra primorosa da ficção cientifica.


Por: Franz Lima

Interestelar é a superação de um gênero. A ficção científica foi desprezada por muito tempo por ser considera simples entretenimento. Entretanto, filmes como Gravidade e o próprio Interestelar mostram-se muito mais complexos e corretos cientificamente do que seus antecessores. Talvez o fato de não haver a ação desvairada e sem propósito de alguns filmes seja o motivo por trás do grande sucesso que esses dois filmes fizeram, em especial este que agora abordo.
 


A direção primorosa de Christopher Nolan (mais conhecido por seus trabalhos na trilogia Batman e A Origem) ganha força similar à de um buraco negro, principalmente por causa das interpretações marcantes de astros como Matthew McConaughey, Anne Hathaway, Michael Caine, Jessica Chastain e Wes Bentley, apenas para citar. O elenco, verdadeiramente, apresentou interpretações consistes, emocionantes e críveis que, somadas aos ambientes criados pela computação gráfica, tornam este longa-metragem um filme único.
 


A trama se resume à busca pela salvação de uma Terra condenada por um ciclo de alterações climáticas e uma drástica redução da população do planeta. Na busca de uma alternativa para colonizar outros planetas, o professor Brand (interpretado pelo genial Michael Caine) convoca sua própria filha, Cooper (McConaughey), Doyle (Wes Bentley) e Rom (David Gyasi). Juntos, eles irão buscar o desconhecido e enfrentar a solidão de uma forma que ninguém mais experimentou. Aliás, é dentro desse limbo que os universos (o conhecido e os desconhecidos) despertam o que há de mais humano nos tripulantes. Alguns abandonaram a família e outros partiram para tentar realmente salvar a Terra, mas nenhum deles estava preparado para a jornada que seguiria. 




Os roteiristas se destacaram e transformaram o filme em um épico pela inserção do elemento humano nele. Mesmo com toda a tecnologia, os efeitos e os cenários incríveis, é nas interpretações e nas emoções despertadas por elas que temos o ponto alto de Interestelar.

Desde o início somos levados a compreender uma realidade caótica, onde o fim de um planeta está próximo. Desde o início somos levados a gostar das personagens por sua força, pela gana de sobreviver. Este é um ponto interessante da trama: enquanto uns lutam para viver na Terra, os astronautas lutam para sobreviver ao insondável. Os dramas das duas realidades estão intrinsecamente ligados. Viajamos pelo espaço sem que nos desliguemos das pessoas de nosso planeta. 
Christopher Nolan conseguiu criar uma obra onde a emoção supera a ação, onde a inteligência de um roteiro muito bem escrito, pleno de ciência e teorias, consegue conviver harmoniosamente com as mais primais emoções do homem. Vocês irão acreditar em T.A.R.S. e se emocionarão com ele, sem que de nada importe o fato de ele ser uma máquina robótica. 
Sobretudo, Interestelar é uma preciosidade por nos levar a meditar, refletir, sobre a importância de nosso mundo, o valor que damos às pessoas que amamos e sobre nossa capacidade de sobrevivência. A tecnologia é um dos grandes trunfos deste filme, porém o elenco é a peça sem a qual nada teria ocorrido. Interpretações fortes, convincentes e emocionantes deram sustentação a algo que sempre questionamos: o que há além do que conhecemos?
Assista a este filme e prepare-se para pensar sobre o amor familiar, a solidão, a traição, a morte, a vida, o infinito que nos engloba e, principalmente, sobre a grandiosidade da fé, pois é pela busca da possibilidade de sobreviver que saímos de nossa pequenitude. Prepare-se para chorar e rir sem a vergonha de fazê-los.
Os méritos são muitos nessa obra cinematográfica que mudou minha visão de ficção-científica. Entretanto, os esforços deverão dos filmes futuros deverão ser redobrados para que não sejam uma pálida tentativa de chegar ao mesmo resultado de Interestelar. 
Este já é um clássico... pela coragem, direção, interpretação e o roteiro impecável. 
Poderia dissertar sobre os buracos de minhoca, viagem temporal, buraco negro, robótica, a infinitude das galáxias e muitos outros assuntos relacionados ao filme, porém o que mais importa é: este é um filme único! Creio que Albert Einstein teria ficado feliz em vê-lo...
 Curta a fanpage do Apogeu: facebook.com/Apogeudoabismo

quinta-feira, 26 de março de 2015

Literatura de cordel e Game of Thrones podem se misturar? Sim.


A ilustradora e designer brasileira Tenement Funster (M. Steffens) conseguiu mixar de forma muito criativa as obras de George R. R. Martin e a nossa tradicional literatura de cordel. Com ilustrações que usam uma técnica baseada na xilogravura, Tenement trouxe o fantástico mundo de gelo e fogo para uma realidade mais próxima à nossa. 
No site da artista é possível adquirir estas obras que, certamente, irão deixar sua casa ainda mais bonita. 
Vejam mais algumas das capas criadas por ela e não deixem de visitar seu website, pois há muitas outras obras que merecem nossa atenção.





quarta-feira, 25 de março de 2015

David Bowie: gif mostra a verdadeira face do camaleão com os anos...


Helen Green resolveu homenagear o camaleão David Bowie (por ocasião de seu sexagésimo oitavo ano de vida) com um gif muito interessante que mostra as várias faces do cantor. Detentor do eterno sucesso "This is not America", entre outros, o astro recebeu o apelido de 'camaleão' não à toa. Vejam por si mesmos...



Lista de compras: ovos de Páscoa com bons preços na Cacau Show.



Ovo Liga Da Justiça 160g

A Mulher-Maravilha e o Super-Homem chegaram para deixar seu dia muito mais animado! O Ovo Liga da Justiça é feito do delicioso chocolate ao leite Cacau Show e vem acompanhado de um exclusivo fone de ouvido em dois modelos, para escolher qual herói levar para casa. Junte-se a eles para garantir a paz e o bem-estar na Terra!

A Páscoa é uma época muito bonita e também muito cara. As opções de ovos de páscoa mostram-se difíceis, pois o foco está nas crianças. A verdade é que os brinquedos estão ganhando espaço e já é quase impossível comprar os ovos sem um relógio do Max Steell, a caixinha da Turma da Mônica ou a caneca do Darth Vader. Claro que muitos adultos irão comprar para eles mesmos... inclusive este que vos fala.Mas não é preciso estar preso a uma marca ou a um único fornecedor. Caso sua única opção de compras seja a Americanas, cujos preços variam de 30 a 40 e poucos reais, eis uma nova escolha. A Cacau Show apostou também nos brinquedos para atrair o público infantil, mas a verdade é que há ovos de preços variados e com ótima qualidade, inclusive para os adultos. Outro fator interessante é o peso dos ovinhos que podem chegar a 375 g e com o mesmo preço de um que pesa só 150 g. Abaixo, há alguns exemplos do que poderão adquirir, porém no site há muitas outras opções.Este post não é uma propaganda com fins lucrativos para a loja ou para mim, mas uma alternativa para os leitores do Apogeu. Espero que a dica tenha ajudado a melhorar a Páscoa de alguém.Até breve...

Ovo Bellas 160g

Ideal para as meninas que adoram o mundo encantado das fadas. Feito em chocolate ao leite, vem acompanhado de uma linda bolsa com desenhos e um kit de canetinhas para colorir do jeito que quiser. É só soltar a imaginação!

Ovo Pequeno Principe 160g

Perfeito para quem adora uma aventura, o Ovo Pequeno Príncipe é feito de chocolate ao leite e vem com uma linda raposa de pelúcia. Presente para criança? Claro. Presente para adulto? Também! É muito simples: “só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos”.

Copo Mini Ovinhos Capricho 200g

Para as garotas modernas e descoladas, um lindo Copo Capricho com glitter e cheio de miniovinhos de chocolate ao leite com recheio cremoso sabor milk-shake de morango.

Ovo Chocobichos 160g

Os animais da Mata Atlântica chegam com toda a sua fofura. O Ovo Chocobichos é feito de chocolate ao leite e vem acompanhado de uma pelúcia que vira travesseiro, perfeita para brincar bastante e depois descansar. São três modelos para colecionar: onça-pintada, ouriço-cacheiro e jacaré-do-papo-amarelo.

Ovo Dreams Tradicional 400g

A linha de ovos de Páscoa mais famosa da Cacau Show continua irresistível com sua casca recheada. Feito em chocolate ao leite e delicioso recheio de trufa tradicional, cada mordida é uma experiência surpreendente.

terça-feira, 24 de março de 2015

Entrevista com o vampiro: a história de Claudia. Um mangá magnífico.


Ela foi uma das mais marcantes personagens do livro de Anne Rice e no filme baseado na trama. Claudia é uma menina que é transformada em vampiro por Louis, como forma de encontrar alguém que lhe fizesse companhia. Entretanto, o feitiço se volta contra o feiticeiro... literalmente. 
Claudia é uma menina que aprende a amar a força e o poder típicos dos vampiros. Sua natureza é violenta e maligna, ainda que haja algo adormecido da menininha que outrora foi. 
O mangá em questão (Interview with the Vampire: Claudia's Storyfoi desenhado e adaptado por Ashley Marie Witter e mostra o quanto o mal pode enganar. 
Claudia é uma personagem fria, má e, ao mesmo tempo, cativante por sua beleza e "inocência" que marcou a carreira da atriz Kirsten Dunst pelo seu apelo visual e o medo que só uma menina envolta no mal pode provocar...
E esta é a dica do dia do Apogeu para uma leitura com grande apelo visual e narrativo. Enjoy! 



sexta-feira, 20 de março de 2015

Novos eventos culturais são divulgados pela Companhia das Letras.



Lançamento de O circo do amanhã
Sábado, 21 de março, às 11h
Heloisa Prieto e Lilia Moritz Schwarcz fazem um bate-papo sobre gêneros textuais e autografam no lançamento de O circo do amanhã: Uma aventura em cartas, provérbios, parlendas, piadas e tudo que a escrita pode fazer ou imaginar.
Local: Livraria NoveSete — Rua França Pinto, 97, Vila Mariana — São Paulo, SP


Lançamento de História dos jornais no Brasil

Segunda-feira, 23 de março, às 19h
O jornalista Matias M. Molina autografa o primeiro volume de História dos jornais no Brasil em São Paulo.
Local: Loja da Companhia das Letras por Livraria Cultura — Av. Paulista, 2073 — São Paulo, SP

Os mais recentes livros lançados pela Companhia das Letras.


Ano Zero — Uma história de 1945, de Ian Buruma (Tradução de Paulo Geiger) Ano zero é um livro sobre o drama que se seguiu ao fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945. Uma era terminava, e outra, feita de novidades e incertezas, tinha início. Por toda a Ásia — China, Coreia, Indochina, Filipinas e Japão — e Europa Continental, governos caíram e novos regimes tomaram o poder. Das diversas disputas que surgiram neste momento, nasceu o mundo atual. Ao mesmo tempo, na esteira de perdas irreparáveis, a euforia liberada foi indescritível, os festejos sem precedentes. Os anos de pós-guerra deram origem ao estado do Bem-Estar na Europa, à ONU, à descolonização, à União Europeia. Uma “reeducação” social, cultural e política foi imposta pelos vitoriosos também em escala inédita.

História dos jornais no Brasil — Da era colonial à Regência (1500-1840), de Matías M. Molina
Resultado de décadas de pesquisa, este livro prevê a publicação de três volumes capazes de abarcar toda a história da imprensa no país, desde suas primeiras manifestações no Brasil colônia até os dias atuais. O primeiro volume aborda a imprensa no período colonial, no tempo em que o Rio de Janeiro era sede da Corte, estende-se até a época da Independência, quando os jornais foram palco de renhidas disputas políticas, e termina com a ascensão de D. Pedro II ao poder, na década de 1840. Como epílogo, traz uma análise dos fatores que condicionaram o desenvolvimento da imprensa no país e ajudam a explicar a baixa penetração dos jornais na sociedade brasileira. Pela primeira vez, o leitor tem acesso a uma compreensão ampla de como o jornalismo foi forjado e construído no Brasil.

Escuta, de Eucanaã Ferraz
A morte é o principal tema de Escuta. Suicídios, assassinatos e guerras surgem por vezes em cenas que parecem saídas de noticiários. Para equilibrar esse quadro, uma das partes do livro se chama “Alegria”. O leitor vê-se então arrastado por um feixe intenso de cores, vibrações e desejos. Há ternura e lirismo, mas também ironia e humor. Neste livro, tomamos parte numa penetrante escuta do mundo. Alargando ao extremo os limites da expressão lírica, o poeta lançou-se ao encontro de experiências, cenas, fatos, personagens, palavras, e em tudo reconhecemos tempos e espaços contemporâneos construídos por uma voz singular. Assim, conjugam-se violência e delicadeza, veemência e construção, silêncio e tumulto, subjetividade e emoção social.

Cartas a um jovem cientista, de Edward O. Wilson (Tradução de Rogerio Galindo)
Um dos mais celebrados biólogos da atualidade, Edward O. Wilson divide sua experiência com seus leitores em vinte e uma cartas sobre o amor pela ciência e o prazer da descoberta. Passando por tópicos que vão desde sua infância como escoteiro no sul dos Estados Unidos à sua paixão por formigas e borboletas, Wilson mostra de onde veio a motivação para se tornar um biólogo, numa bem-humorada visita a seus maiores sucessos e fracassos. Seja falando do colapso de estrelas, da exploração de florestas tropicais ou da profundidade dos oceanos, Wilson retrata a ciência como um campo de criatividade e dedicação. E, a partir de sua brilhante carreira, mostra ao leitor o lugar modesto e especial que o ser humano ocupa no ecossistema do planeta.

Penguin-Companhia

O médico e o monstro, de Robert Louis Stevenson (Tradução de Jorio Dauster)
Ao narrar as experiências de um médico que, numa “noite maldita”, tomou uma poção fumegante de coloração avermelhada e descobriu “a dualidade absoluta e primordial do homem”, o Robert Louis Stevenson criou uma história de suspense e horror, em que o perigo iminente não está do lado de fora, mas do lado de dentro, na parte obscura da alma. Esta edição, além de uma introdução de Robert Mighall, Ph.D. em ficção gótica e ciência médico-legal vitoriana na Universidade de Wales, conta com um prefácio do escritor Luiz Alfredo Garcia-Roza, que define o romance como “um dos mais perfeitos e provavelmente o mais famoso romance de mistério da literatura de língua inglesa”.

Paralela

After — Depois da verdade (Vol. 2), de Anna Todd (Tradução de Carolina Caires Coelho e Juliana Romeiro)
No segundo livro, Tessa tenta esquecer Hardin, o jovem caótico e revoltado que partiu seu coração em vários pedaços. Mas ela está prestes a descobrir que alguns amores não podem ser superados. Como apagar da memória as noites apaixonadas em seus braços, ou a eletricidade de seu toque? Hardin sabe que cometeu o pior erro de sua vida ao ter magoado Tessa tão profundamente. Ele não acha que merece tê-la de volta, mas se recusa a deixá-la partir. Neste livro, Hardin vai lutar com toda a sua força para reconquistar o grande amor da sua vida. Ao longo do caminho, os seus mais profundos segredos serão revelados. Depois da verdade, será que o amor de Tessa e Hardin resistirá?

Jogo Roubado, de Brett Forrest (Tradução de Renata Pucci)
Neste livro, o jornalista Brett Forrest nos leva até o coração de um mercado de 700 bilhões de dólares: o mundo de apostas do futebol. Em 2013, a polícia europeia (Europol) revelou que mais de 700 partidas internacionais já tinham seus resultados definidos desde 2008. Forrest joga luz sobre esse caso, expondo uma rede nefasta que se espalha pelo mundo, através de oportunistas que subornam jogadores, influenciam árbitros e criam partidas armadas, tudo sob o controle de sindicatos criminosos localizados no continente asiático. Nenhuma partida é imune — nem mesmo na Copa do Mundo — especialmente quando a polícia local é carente de recursos e de vontade política para investigar. Repleto de revelações dignas de manchetes de jornal, Jogo roubado é um livro obrigatório para quem é fã de futebol.

Análise da animação Os Croods, por Isabela Niella




Antes de expor minhas impressões sobre o filme, não poderia deixar de agradecer a oportunidade de escrever novamente para o Apogeu, ainda mais por ter um estilo de texto diferente daquele que os leitores do Blog estão acostumados pois, costumo escrever sobre meus sentimentos e minha percepção do mundo que me rodeia.
Abaixo, seguem minhas impressões sobre o filme, o que pude ver, perceber e sentir:
O que eu vi no “Os Croods”
Em primeiro lugar e por estar tratando de um entretenimento, não há como não falar o quanto essa animação é divertidíssima. Assisti ao filme no cinema e ri muito; não somente eu, todos que estavam lá se surpreenderam com as aventuras de uma família do tempo das cavernas, com todas as suas dificuldades para sobreviver, em uma época na qual nada era fácil e a vida se resumia em sobreviver escondido nas cavernas, saindo apenas para se alimentar. Até que tudo muda e eles são obrigados a sair de sua zona de segurança e explorar o mundo com o objetivo de se manterem vivos e encontrar um novo lar. Tudo isso com a ajuda forçada de um viajante que possuía uma mente muito a frente do seu tempo, detentor da crucial informação que o mundo estava acabando...
Família: A base de tudo no filme. O pai que se sacrifica e se esforça para manter todos unidos e vivos. De início, ditando regras para evitar que algum membro pudesse se machucar ou até mesmo morrer. Forte, sustentava e protegia a todos agindo pelo instinto de sobrevivência. O medo os mantinha vivos, o trabalho em grupo ajudava-os a comer e evitava que os animais maiores os comessem. Mais tarde, o reconhecimento mútuo dos valores individuais e também o amor, a esperança vencendo o medo e fazendo com que a união se fortaleça.
Sonho: Os jovens, sempre prontos para ir além. Em todos os tempos, sempre houve quem desejou viver mais e conquistar o novo. Pessoas muitas vezes reconhecidas como rebeldes ou visionárias ou até mesmo loucas, mas que são capazes de perceber o que outras não percebem, veem além e seguem seus caminhos em busca do desconhecido, vencendo o medo de errar. Essas pessoas não passam pela vida sem transformar o caminho que percorrem, trazem novas ideias e ideais, mexem com conceitos, desfazem fórmulas.

Superação
: Na vida, todos nós temos uma ou várias missões a cumprir, mas algumas vezes é mais fácil nos mantermos dentro de uma zona de segurança e conforto do que cumprir nossas missões, até que algo acontece e nos força a superar a preguiça ou o medo. No filme, o mundo estava se transformando, estavam na Era do fogo, das divisões continentais e foi preciso que a caverna tivesse sua entrada obstruída para que toda a família saísse em busca de um novo lar. Por conta dessa mudança brusca, precisaram se adaptar ao mundo até então desconhecido, também foi preciso confiar em alguém diferente deles em tudo. Durante esse tempo, cada um teve seu momento de solidão para superar seus próprios medos e se descobrir mais forte, bonito e capaz. Sua superação não ficou apenas no medo, superaram também o preconceito com o que era novo e desconhecido, aprenderam a observar o mundo em volta e aproveitá-lo ao máximo. A vida continuava difícil, mas eles não mais sobreviviam, eles aprenderam a vivenciar cada momento e a companhia uns do outros.
Amor e União: Unidos na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, sempre unidos. Uma família em comunhão, unida pelo amor e respeito é sempre mais capaz, forte e estável. E uma família com bases sólidas não é destruída pelas dificuldades, pois consegue se superar e vencer os obstáculos. O amor é retratado de diversas formas no filme: entre o casal, o amor maduro no qual encontramos o respeito e o carinho e posteriormente o renascimento da paixão; entre pais e filhos, a confiança dos filhos ao saber que estavam protegidos e que não estavam sozinhos; entre os jovens, o amor inocente, vivendo seus primeiros dias; e, por fim, amor pelos mais velhos que, mesmo nas dificuldades, não foram deixados para trás. Não há vida sem amor, não há união sem amor.
Enfim, mesmo que no filme, não exista nenhuma menção a Deus eu não poderia deixar de dizer que nas nossas vidas, estar em família e em comunhão com Deus vai além do mundo que conhecemos e nos prepara para a vida futura.
Há, ainda, uma clara alusão ao Mito da Caverna, de Platão, onde as pessoas saem da comodidade da ignorância para descobertas de um mundo diferente, porém pleno de opções para mudanças que tendem a melhorar a vida. Um mundo que sempre esteve diante delas, mas foi ignorado pelo temor e a acomodação.
Uma animação para pais e filhos assistirem. União de diversão e boas lições para a vida.

Franz diz: a colaboração da Isabela no blog é uma grata surpresa, já que seus trabalhos sempre têm uma temática diferente. Deixo aqui meu agradecimento pelo tempo e a dedicação dispensados. Espero que tenham curtido essa análise e a participação dela.

* Isabela retornará em breve para novas colaborações com o Apogeu. Entretanto, vocês poderão ler seus textos no blog dela, o Desabafo Feminino.


terça-feira, 17 de março de 2015

Onde cantam os pássaros. Eis outro lançamento da Darkside Books.


Onde Cantam os Pássaros - por Evie Wyld

A DarkSide® também é alta literatura. Uma verdadeira amante das letras, livreira por opção e uma das novas vozes da nova literatura por vocação.

Onde Cantam os Pássaros vem conquistando prêmios literários tradicionais como o Barnes & Noble Discover Award, oferecido pela livraria aos novos autores de destaque, o britânico Jerwood Fiction Uncovered Prize e o mais importante prêmio australiano, Miles Franklin Award, resenhas encantadoras e inúmeros fãs por onde é lançado. Com tramas paralelas, passadas em épocas e hemisférios diferentes, o leitor vai montando um intrigante quebra-cabeça com o que lhe é fornecido por essa autora criativa e, ao mesmo tempo, rigorosamente precisa.
No premiado romance de Evie Wyld, a fazendeira Jake White leva uma vida simples numa ilha inglesa. Suas únicas companhias são rochedos, a chuva incessante, suas ovelhas e um cachorro, que atende pelo nome de Cão. Tendo escolhido a solidão por vontade própria, Jake precisa lidar com acontecimentos recentes que põem em dúvida o quanto ela realmente está sozinha – e o quanto estará segura. De tempos em tempos, uma de suas ovelhas aparece morta, o que pode ser muito bem obra das raposas que habitam a floresta próxima à sua fazenda. Ou de algo pior. Um menino perdido, um homem estranho, rumores sobre uma fera e fantasmas do seu próprio passado atormentam a vida de uma mulher que sonha com a redenção.
Evie Wyld, a autora
Aos poucos, vamos descobrindo mais sobre as suas habilidades em tosquiar e cuidar de ovelhas, aprendidas ainda quando jovem, em sua terra natal, na Austrália. E vamos aprendendo também o que aconteceu lá, que acabou por conduzir White à uma vida de reclusão e isolamento. E sobre as contradições e diferenças entre um passado (sempre narrado no tempo verbal presente) cheio de vida e calor, e o presente (narrado por sua vez no passado) repleto de lama, frio e um ritmo mais desacelerado, paira uma atmosfera absolutamente brutal.
Com uma prosa verdadeiramente excepcional, o estilo da autora reúne tanto clareza como substância e apresenta uma personagem inesquecível, enigmática, trágica, assombrada por um passado inescapável. Uma mulher forte, ainda que tão passível de falhas, erros e equívocos como todos nós. É uma história de solidão e sobrevivência, culpa, perda e o poder do perdão. Uma escrita visceral onde sentimos a presença de tudo, os odores, o vento, o tempo. Nada passa desapercebido.
Onde Cantam os Pássaros é o segundo romance de Evie Wyld – selecionada em 2013 pela revista Granta entre os melhores jovens escritores britânicos da década – e mantém uma pequena e simpática livraria independente no bairro de Peckham, em Londres. A Review Bookshop possui um pequeno jardim, é dog friendly, realiza o Peckham Literary Festival e, claro, vende os melhores livros de grandes e pequenas editoras.
Sua prosa refinada com altas doses de terror psicológico está muito bem representada na edição que a DarkSide® Books entrega a seus leitores em 2015. Ela queria se isolar de tudo e todos, mas agora está cercada pela crueldade do silêncio e a mais pura manifestação da natureza. O ciclo da vida é muito mais assustador quando o fim ecoa dentro de nós. Prepare-se para descobrir uma grande autora, e um livro à sua altura.
Evie wyld é inglesa e, como sua personagem em Onde Cantam os Pássaros, viveu parte de sua vida na Austrália. É autora do premiado After the Fire, a Still Small Voice e integrou a edição da revista Granta com os melhores jovens escritores britânicos da década. Onde Cantam os Pássaros é o seu premiado segundo romance, o primeiro lançado no Brasil. Saiba mais em eviewyld.com.

“Uma de nossas romancistas mais talentosas da nova geração.”
The Observer

“Uma história repleta de beleza, sombria e poderosamente perturbadora
[...] Uma obra engenhosa, como o melhor de Nabokov.”
William Boyd, New Statesman Books of the Year

“Marcante [...] Tão bom quanto os primeiros romances de Ian McEwan.”
The Spectator

“Suspense e melancolia [...] – uma arquitetura narrativa que poderia parecer
artificial, não fosse a habilidade magistral de Wyld. Tomado de momentos
surpreendentes de leveza e alegria – o humor negro da protagonista, a reverência
nada sentimental da autora pelo mundo natural.”
The New Yorker

“Onde Cantam os Pássaros é um romance de beleza perturbadora.”
Boyd Tonkin, Independent Books of the Year

“A prosa mantém um clima sinistro afinado, mas o aspecto mais impressionante do romance é sua estrutura. O passado de Jake é narrado em retrospecto, em episódios perfeitamente divididos, e logo quando parece que alcançamos o trauma fundador, somos empurrados ainda mais para dentro desta história perturbadora.”
New York Times

“O estilo de Wyld parece emergir de algum lugar profundo; algum lugar um pouco angustiante e estranho. Pela primeira vez, o hype corresponde ao talento.”

Lucy Atkins, The Sunday Times

Ficha Técnica

Título | Onde Cantam os Pássaros
Autor | Evie Wild
Tradutor | Leandro Durazzo
Editora | DarkSide®
Especificações | 240 páginas, capa dura

Lançamento | Maio de 2015

segunda-feira, 16 de março de 2015

Pôsteres de Vingadores 2 - A era de Ultron.


Viúva Negra

Gavião Arqueiro

Hulk

Nick Fury

Capitão América

Homem de Ferro

Mercúrio

Feiticeira Escarlate

Thor


Pôster com Ultron sozinho revela estrutura do vilão de Vingadores 2


Criado por Tony Stark, Ultron seria uma ferramenta de combate às ameaças que rondam a Terra. Mas nem o gênio e bilionário poderia prever que sua criação iria se rebelar de forma tão surpreendente... e violenta. 
O pôster abaixo mostra a essência de Ultron, repleta de circuitos e engrenagens. Ao contrário do Visão, cujo visual é muito próximo do humano, o vilão é uma máquina em sua essência, porém com a malignidade que só os seres humanos podem ter. Uma verdadeira antítese...
Vejam o pôster e aguardem pelo longa-metragem que tem previsão de estreia em 23 de abril de 2015.

←  Anterior Proxima  → Página inicial