{lang: 'en-US'}

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Domingo agora tem evento #AdoteUmPetComDeficiencia


A Campanha #AdoteUmPetComDeficiencia tem agenda mensal fixa até dezembro de 2016.

Confira as proximas ediçoes:

  • 31/01/15 – RealtON | Rua Groelândia, 393, Jd. América, das 9h às 18h
  • 07/02/16 – Meau | Rua Brg. Gavião Peixoto, 557, Lapa, das 9h às 18h
  • 28/02/16 – RealtON | Rua Groelândia, 393, Jd. América, das 9h às 18h
  • 27/03/16 – RealtON | Rua Groelândia, 393, Jd. América, das 9h às 18h 

O objetivo da campanha, idealizada por Livia Clozel, e junto com os Defensores de Animais, Luiz Scalea e Giuliana Stafanini, do Proteção Animal, é uma só: criar um evento especialmente para Pets com Deficiência e Especiais, gerando a oportunidade única de unir outras ONGs e protetores, promovem a adoção de seus Pets, uma vez que eles tem o menor índice de obterem um lar.

Todos os Pets para adoção devem ser cadastrados, vacinados e vermifugados. Após isso, entram para a seleção dos que vão participar de cada evento.

O objetivo é quebrar preconceitos, conscientizar e promover a adoção consciente, gerando conhecimento sobre o assunto e criando um elo entre as pessoas que desejam ter um companheiro de quatro patas que estão esperando por uma família.

Neste caso, o índice de adoção é minimo. A maioria dos Pets com deficiência participam de inúmeros eventos durante e acabam não sendo adotados, desta forma, acabam passando toda a vida, ou até a morte, no respectivo abrigo.

Em um evento de adoção convencional, 90% dos filhotes são adotados. Esta realidade é inversa e chega ao índice de +90% de não adoção aos Deficientes e Especiais.

São considerados Pets com Deficiência todos aqueles que apresentam problemas motores, mentais, renais, amputados, paraplégicos, cegos, que tomam medicações constantes, necessitam de tratamento periódico etc.

Os Pets Especiais são os de cor preta, a partir de 6 meses à idosos, que por sua vez que têm menor índice de adoção.

A  Campanha prova que um pet com deficiência tem uma vida normal: muitos deles não precisam sequer de acompanhamento médico por conta da deficiência, e todos são grandes companhias! Sem contar que, na verdade, o preconceito é que é uma deficiência e impede a adoção absoluta de qualquer tipo de animal!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

2576 games do MS-DOS estão disponíveis online pela Unesco.


Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.

Uma livraria de softwares, essa é a denominação mais exata para definir o arquivo de games da era DOS que estão acessíveis a todos.
Os jogos são os mais variados, incluindo Prince of Persia (1990), Street Fighter II,  Where in the World is Carmen Sandiego Deluxe, Donkey Kong, Pac Man, Das Boot German U-Boat Simulation, The Hobbit, Karateka, Fantasy Empires, Pole Position e outros que somam 2576 games para jogar online, sem necessidade de instalação ou baixar qualquer arquivo.
O link para acessar e jogar é esse: Unesco
Uma ótima oportunidade para matar as saudades de jogos antigos e também para conferir as semelhanças com os filmes Detona Ralph e Pixels, cuja temática engloba games como Q*bert, Pac Man, Donkey Kong, Street Fighter, Frogger e Tetris.





Lançamentos de janeiro da editora Rocco.


CIDADE DOS ÚLTIMOS DIAS.
Autor: Ben H. Winters

Tradução: Ryta Vinagre
Preço: R$ 34,50
320 pp.  13x20 cm
ISBN: 978-85-325-2990-9

 Contudente, engraçado e extremamente inteligente.

Hank Palace é um ótimo herói. – Slate.com


Faltam apenas 77 dias para o asteroide Maya atingir a Terra, e Hank Palace não tem mais emprego. A força policial de Concord agora está sob o controle do Departamento de Justiça, e investigar crimes não é mais uma prioridade. Mas Palace não pensa assim. Em Cidade dos últimos dias, segundo livro da trilogia iniciada com O último policial, Ben H. Winters acompanha o ex-detetive na investigação do desaparecimento de Brett Cavatone, o marido da sua antiga babá, enquanto faz reflexões sobre a decadência da sociedade e o fim dos tempos. Misto de romance policial com ficção científica, o novo romance de Winters consolida a trajetória de Hank Palace como herói de um mundo em ruínas.

O detetive, agora, é oficialmente um desempregado. Com o fim do departamento de investigações da polícia de Concord, ele passa seus dias em busca de paz e algo que possa ocupar sua mente enquanto espera a chegada do apocalipse. Mas a visita surpresa e o pedido de ajuda de Martha Milano, que muito tempo atrás tomava conta de um pequeno Hank e sua irmã Nico, são o suficiente para tirar Palace da aposentadoria.

Brett Cavatone, ex-oficial da policia estadual, desapareceu. E Hank é a última esperança de Martha. Com a sociedade se desmantelando a sua volta, Hank tenta a todo custo juntar as poucas pistas que tem. E este estranho quebra-cabeça o leva ao campus da Universidade de New Hampshire, que neste mundo louco, declarou independência e se tornou um próprio estado.

Com a ajuda de Nico, as respostas começam a aparecer. Mas se por um lado o sumiço de Cavatone não parece tão misterioso assim, algumas ideias de Nico e seus amigos da República Livre não são tão simples. Com mais informações, um quadro começa a se formar na cabeça de Hank, e encontrar Brett aparenta ser somente uma questão de tempo. Será que Maya dará este tempo a Hank?

Cidade dos últimos dias traz novas indagações de como devemos encarar o fim e o que os homens devem uns aos outros. O que significa ser civilizado quando toda a civilização está em colapso? De uma maneira ou de outra, Hank Palace é forçado a encarar estas questões enquanto corre contra o tempo em busca do desaparecido.


HOTELLES - QUARTO 2
Autor: Emma Mars

Tradução: Rejane Janowitzer
Preço: R$ 39,50
352 pp. | 16x23 cm
ISBN: 978-85-325-2985-5


O jogo de sedução envolvendo a jovem Annabelle Lorand, conhecida como Elle, está de volta. Hotelles – Quarto 2 mostra o que aconteceu com a protagonista depois de trocar o noivo, o magnata da comunicação David Barlet, por Louis, irmão mais velho dele. A segunda parte da trilogia erótica elaborada por Emma Mars também é ambientada em Paris e conserva a mistura de romance, mistério e intrigas, bem como as cenas quentes que marcaram o primeiro livro.

Muita coisa mudou na vida de Annabelle Lorand desde que ela decidiu abandonar o noivo, David Barlet, para ceder à paixão arrebatadora por Louis. Ao longo dos meses em que morou no Hôtel des Charnes ao lado de seu novo amor, Elle pouco saiu da cama. Uma das raras ocasiões em que isso aconteceu foi para acompanhar o funeral de sua mãe, vítima de uma grave doença. Mas, na maior parte do tempo, a educação sexual de Elle continuou, tendo Louis como um professor dedicado.

Usando como cenário não apenas o quarto 1, batizado de Joséphine, mas as alcovas que remetem a outras cortesãs – Mademoiselle Deschamps, Kitty Fisher, Cora Pearl, Valtesse de la Bigne e Liane de Pougy –, Elle foi iniciada em diferentes aspectos da pluralidade sexual. Em uma apimentada obediência, ela cedeu a todas as fantasias que Louis imaginou para o casal. Quando o Hôtel de Mademoiselle Mars, inteiramente restaurado por Louis para ser a residência dos dois, finalmente fica pronto, ela percebe que o que viveu até ali não passou de um simples ensaio para o grande espetáculo de prazer e sedução planejado por seu amante.

A volta inesperada de David desperta memórias dolorosas e deixa Elle com a sensação de que sua vida de amor e êxtase pode estar ameaçada. Aos poucos, ela descobre que se envolveu em uma nova rede de segredos, que incluem até sua melhor amiga, Sophia, e a Belas da Noite, agência de acompanhantes para clientes classe A por meio da qual conheceu os irmãos Barlet. Poderia ela ter se enganado sobre Louis e David? Estariam os dois irmãos tramando um enredo sórdido para atraí-la e se divertirem às custas dela? Mergulhe no universo sedutor criado por Emma Mars e descubra as respostas.


SOB A LUZ DOS SEUS OLHOS
Autor: Chris Melo
Preço: R$ 29,50
320 pp. | 14 x21 cm
ISBN: 978-85-68432-34-1


Considerada a “Nicholas Sparks de saia” pelos fãs, Chris Melo estreia na Rocco com um envolvente romance sobre o poder extraordinário do amor. A trama conta a história de Elisa, que embarca para a Inglaterra decidida a começar sua vida adulta, levando na bagagem seus planos e sonhos para o futuro; e Paul, um artista tentando se encontrar e que vive intensamente cada momento. O que poderia ser apenas um encontro casual entre dois jovens tentando achar o seu lugar no mundo se transforma, pelas mãos da autora, numa profunda jornada de autoconhecimento, superação, perdão e recomeços. O livro chega às prateleiras em edição revista, trazendo novas cenas e um epílogo emocionante, e inaugura a coleção <3 Curti, dedicada a leitores que não abrem mão de uma boa história romântica com final feliz.

Enquanto espera desanimada o temporal passar, Elisa resolve dar uma última conferida nos e-mails naquele fim de noite de sexta-feira. Entre as muitas mensagens sem importância, uma lhe faz derrubar o copo no chão. Enquanto seca o piso molhado, ela considera apagar o e-mail sem ler. Há muito tempo Elisa não esperava mais receber qualquer notícia de Paul. A vida, mesmo sem grandes emoções, havia entrado nos eixos.

Angustiada e ansiosa, Elisa decide não mexer naquela história há tanto tempo guardada. Dois dias depois, porém, recebe nova mensagem. Uma resposta distante e educada deve dar conta da situação. Escreve que a vida anda corrida e não poderá agendar nada com Paul em sua vinda ao Brasil para o lançamento de um filme. Assunto resolvido, pelo menos em parte, pois os pensamentos de Elisa não conseguem voltar da Inglaterra, mais especificamente de York, cidade medieval do norte do país, onde seis anos antes se encontrara com aquele inglês de olhos azuis penetrantes pela primeira vez.

Paul não desiste tão fácil e Elisa acaba cedendo. Um encontro formal, rápido, não deve lhe fazer tanto mal. Seis anos provocaram inúmeras diferenças nas vidas dos dois. Elisa retornou ao Brasil, seguiu com a carreira em uma revista, lançou o primeiro livro. Paul, então um aspirante a ator, tornou-se uma celebridade. A vida havia seguido em frente, mas, mal sabiam eles, ainda lhes reservava muitas outras surpresas. A trajetória dos dois vai sendo compartilhada por Elisa como se fosse uma história contada às amigas, de forma intimista e detalhada.

A autora Chris Melo exerce um encantamento com sua escrita dinâmica, prendendo a atenção com cada uma das idas e vindas da protagonista. Primeiro as leitoras retornam com Elisa à Inglaterra, para depois acompanharem, imersas em um sem fim de sentimentos, as decisões que ela precisará tomar para ficar ou não ao lado de Paul, seja em São Paulo, em Londres ou em Hollywood. Impossível largar o livro antes de saber o desfecho da história.


A GAROTA DINAMARQUESA
Autor: David Ebershoff

Tradução: Paulo Reis
Preço: R$ 34,50
368 pp. | 14 x21 cm
ISBN: 978-85-68432-44-0


Greta precisava finalizar o retrato da mezzo-soprano Anna Fonsmark, que acabara de cancelar a sessão por causa de um ensaio. Ela então pediu ao marido Einar Wegener um pequeno favor. “Preciso de um par de pernas... E pensei comigo mesma que as suas talvez servissem... Você se incomoda de vestir as meias dela? E os sapatos?”, perguntou. Assustado e excitado ao mesmo tempo, Einar, depois de rogar por segredo, relaxou e começou a puxar a meia por cima da panturrilha. Nesse dia, ano de 1925, nascia Lili Elbe, uma espécie de alter ego feminino do pintor. O que começou como mera brincadeira acabou se tornando uma rotina para o casal: Einar passa a se vestir cada vez mais como Lili, por quem Greta se vê estranhamente atraída. História de amor surpreendente entre uma mulher brilhante, generosa e à frente do seu tempo, e um homem que ousou seguir o seu desejo mais profundo, A garota dinamarquesa foi adaptado para o cinema, com Eddie Redmayne e Alicia Vikander no elenco.

Inspirado na história real do pintor dinamarquês Einar Wegener e sua esposa, David Ebershoff escreveu uma obra de ficção, como define em nota no final do livro. “Escrevi o romance a fim de explorar o espaço íntimo que definia esse casamento incomum. Estas páginas contêm alguns fatos importantes acerca da transformação de Einar, mas os detalhes da história são invenções da minha imaginação”, afirma Ebershoff. O resultado é um romance inquietante sobre uma inusitada e sincera história de amor e um retrato de um dos primeiros transexuais a passar por uma cirurgia de mudança de sexo no mundo. Publicado pela Rocco em 2002, antes da questão de gênero ocupar a pauta do dia, A garota dinamarquesa retorna às prateleiras com novo projeto gráfico, capa com o pôster do filme e posfácio assinado pelo autor.

A pintura de Greta floresce tendo Lili por musa. Seu trabalho chama a atenção de um conceituado marchand francês, e o casal se muda para Paris. Na permissiva atmosfera do entre guerras, Lili sente-se liberada, tornando-se progressivamente o par de Greta em suas aparições públicas. À medida que Einar desaparece da lembrança, eles percebem que uma escolha terá de ser feita. Greta conhece um cirurgião na Clínica Municipal Feminina de Dresden disposto a tentar uma operação para mudança de sexo. Einar vai à Alemanha para se tornar, de uma vez por todas, Lili Elbe.

A garota dinamarquesa retrata uma quase esquecida história de amor entre um homem que descobre sua verdadeira sexualidade e uma mulher disposta a se sacrificar por ele, tendo como pano de fundo o glamour e a decadência da Europa das décadas de 1920 e 1930. Trama ousada, inquietante, narrada com elegância e sutileza únicas.

NUTRIÇÃO DESCOMPLICADA, BOA FORMA FACILITADA
Autor: Rodrigo Paiva
Preço: R$ 24,50
208 pp. | 16x23 cm
ISBN: 978-85-68696-17-0


O nutricionista e preparador físico Rodrigo Paiva é categórico ao afirmar que a chave para qualquer dieta, exercícios ou mudança física está na força de vontade. Com base em experiências e relatos de pacientes no consultório, o especialista, graduado em Nutrição e Educação Física, esmiuça em 38 itens, temas variados como nutrição, vitaminas, metabolismo, a diferença entre emagrecer e perder peso, exercício e queima de energia, a importância de estabelecer os objetivos por etapas e os mitos e verdades da alimentação, entre outros. Nunca é tarde para recomeçar. E o ano novo é o momento ideal para traçar uma meta positiva para o corpo e a saúde.

Em Nutrição descomplicada, boa forma facilitada, um lançamento Bicicleta Amarela, Rodrigo Paiva propõe um olhar diferente ao próprio corpo. Por que emagrecer? Simplesmente para ficar em forma, ou para diminuir taxas como glicose ou colesterol ou quem sabe para dar uma guinada naquela autoestima que está lá no pé? O motivo não importa. Compreender o “pensamento” do corpo é a missão do livro. Em relação à dieta, exercício físico ou à alimentação. Não há milagres nem dá para acreditar em nada que prometa retorno sem o mínimo esforço.

A obra também se propõe a desvendar alguns mitos. Mastigar bem, por exemplo, facilita a digestão, aumenta a sensação de saciedade, mas não implica em perda de peso. A quantidade, ou melhor, uma porção menor, é o mais importante. E para melhor exemplificar o que acontece com o nosso corpo, o médico cria um comparativo com o funcionamento de um supermercado em que as filas nos caixas são armazenamentos de gordura. Se há exagero na alimentação, há filas no caixa e acúmulo de gordura. A dica é ingerir poucas calorias em cada refeição e dividi-las em cinco ou seis refeições por dia.

Excesso é simplesmente o vilão de tudo: das celulites, da gordura localizada e das estrias, no caso das mulheres. Maus hábitos como exagerar em uma única refeição, “beliscar”, comer muitos alimentos com alto teor de gordura ou ficar muito tempo sem se alimentar devem ficar no passado. É sempre tempo de se imaginar melhor, mais magro, saudável,  confiante e traçar metas para conquistar o objetivo.




‘Cinquenta tons’ e ‘Pixels’ lideram indicações para o Framboesa de Ouro. Isso é justo?


Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.

Cinco filmes foram indicados para o prêmio Framboesa de Ouro, o "Oscar" destinados aos piores filmes do ano. Os filmes de 2015 são: Cinquenta tons de cinza, O destino de Júpiter, Segurança de shopping 2, Quarteto Fantástico e Pixels.
Brincadeiras à parte, este post foi feito para analisar as indicações e ponderar sobre a relevância das indicações feitas. 
Cinquenta tons de cinza é um filme feito para o público que leu os livros. Qualquer um com uma vida sexual mínima e que foi ver, talvez motivado pelo apelo erótico, certamente se decepcionou. O filme é uma ofensa aos praticantes do sadomasoquismo e bondage, além de uma trama fraca, tal como foram os livros.
Não vi O destino de Júpiter, porém acompanhei as diversas análises negativas da obra. As críticas negativas superam (e muito) o quantitativo de opiniões positivas. Uma quase unanimidade negativa é algo que precisa ser levado em conta.
Segurança de shopping 2 é uma comédia que usa - muito - os clichês comuns aos filmes do gênero. Ainda assim, mesmo não se tratando de uma comédia com ritmo acelerado, cuja plateia ri do início ao fim, é um filme mediano.
Quarteto Fantástico... esse é um desperdício de dinheiro e, principalmente, da paciência dos espectadores que, movidos por trailers que maquiaram o roteiro fraco, aguardavam uma adaptação à altura dos heróis da Marvel. Infelizmente, não foi dessa vez.
Pixels, esse é um filme destinado ao público gamer antigo (público alvo), mas sobretudo, feito para as crianças. Resenhei Pixels e concluí que é uma obra condizente ao público que é destinada. As interpretações são aquelas que deveríamos encontrar em uma produção do gênero, exagerado por vezes, mas divertida. Creio que a antipatia por Adam Sandler seja um dos fatores que levaram Pixels a receber tantas indicações para o Framboesa, porém a diversão é garantida, não importando as críticas ou indicações humilhantes a prêmios como esse...



terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Lista de Compras: adquira o sorriso do palhaço de American Horror Story: Freak Show.



Sem spoilers... mas não é preciso muito para ver que esse não é um palhaço que irá alegrar nossas crianças.
De qualquer modo, caso ainda não tenha assistido à quarta temporada de American Horror Story, saiba que está perdendo um excelente material. A série é sombria, perturbadora e, ainda, irá fazê-lo refletir sobre nossos preconceitos e julgamentos pela aparência.
Um dos destaques é o palhaço. Silencioso, assustador e muito perigoso. 
Que tal adquirir o belo sorriso dele? Acesse o link a seguir e garanta momentos de alegria para as crianças que estão próximas a você: Trick or Treat Studios.
No mesmo site você também poderá comprar a face completa do palhaço, com o sorriso por módicos 80 dólares. Imagem no final do post...




Artes conceituais revelam as máscaras da gangue do Coringa em Cavaleiro das Trevas




Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

A figura de um palhaço está intrinsecamente relacionada à alegria. As faces pintadas, as cores, o jeito brincalhão... tudo colabora para despertar a alegria em cada um de nós.
Entretanto, no filme Batman, o Cavaleiro das Trevas, que é a segunda parte da trilogia do Morcego dirigida por Chirstopher Nolan, os palhaços não são tão engraçados. Um deles serviu para chocar o mundo: o Coringa. Mas poucas pessoas irão esquecer a cena inicial onde o Palhaço do Crime invade um banco com a ajuda de uma gangue com máscaras de palhaços. As cenas são rápidas, impactantes e violentas. Não viu o filme? Corra, pois está perdendo uma obra incrível.
Então, vasculhando a web, eis que encontro no site io9 algumas das artes conceituais das máscaras dos ladrões. Feitas para causar desconforto a quem as vê, as máscaras também removem de forma brilhante a associação da imagem do palhaço com a alegria. A gangue do Coringa remonta ao desgaste na face, tristeza, loucura e ao mal. Seus sorrisos causam desconforto e esse foi um dos acertos de Nolan na obra.
Contemplem algumas das artes conceituais e reparem que as faces estampadas são sombrias, desgastadas, sujas e incapazes de passar a sensação que, tipicamente, um palhaço passaria.
Aliás, outro palhaço sombrio é o que apareceu em American Horror Story: Freak Show. Não lembra dele? Veja como é doentia a aparência e comparem com as imagens das artes conceituais do filme do Batman: eles conseguiram destruir o encanto e a magia que só os palhaços têm... hahahahahahahahahahahahaha.

















domingo, 10 de janeiro de 2016

Logo da HBO recebe um banho de ouro!


Que a HBO é um dos canais (ou rede de canais) de maior prestígio ultimamente, não há o que discutir. Suas séries e filmes são sucesso, incluindo a consagrada trama de Game of Thrones.
Sendo assim, o artista digital Ars Thanea resolveu homenagear a HBO ao criar um logotipo que recebe um banho de ouro. O realismo da arte surpreende e deixa uma pergunta no ar: o banho de ouro é realmente uma forma de afirmar que o sucesso é devido ao padrão ouro da emissora ou será que há uma ligação entre esse banho e aquele recebido pelo "rei pedinte" Viserys Targaryien em Game of Thrones?






sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Batman e Superman terão versões Hot Toys Cosbaby



Fonte: Toyland. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

Ainda sem data oficial para o lançamento, mas já anunciados, os Hot Toys da série Cosbaby do Batman e Superman (retirados do filme Batman vs Superman: a origem da justiça) são incríveis. Eles contarão com acessórios que darão o tom próximo ao do filme. Batman terá um batsinal e estará usando a armadura, enquanto o Superman terá um pedestal que irá dar a impressão de voo. 
Sem preço definido, aconselho já começar a guardar um cash para quando essas peças estiverem disponíveis...





Comissão aprova meia-entrada para professores em espetáculos artísticos e culturais


Fonte: Agência Câmara Notícias

A Comissão de Desenvolvimento Econômico aprovou proposta que assegura aos professores e demais profissionais efetivos da educação básica o direito à meia-entrada para ingresso em cinemas, teatros, museus, circos, casas de shows e outros estabelecimentos que realizem espetáculos artísticos ou culturais.
Para garantir o direito à meia-entrada, o profissional da educação básica deverá apresentar documento de identidade oficial com foto e o contracheque que identifique o órgão ou estabelecimento de ensino empregador e o cargo que ocupa.
O texto aprovado é o substitutivo apresentado pela relatora, deputada Conceição Sampaio (PP-AM), ao Projeto de Lei 263/11, do ex-deputado Marçal Filho. O substitutivo também inclui algumas medidas previstas nos projetos PL 932/11, PL 1013/15, e PL 1092/15, que tramitavam apensados.
“As maiores distorções e carências se localizam na educação básica, e não no ensino superior. É com investimento na educação básica que se obtém os efeitos mais significativos sobre a melhoria da distribuição de renda e a redução da pobreza no País”, defendeu a relatora.
A medida prevê que a empresa que facilitar o acesso dos profissionais de educação aos bens culturais e de lazer terá direito à dedução no Imposto de Renda no valor equivalente ao incentivo.
O benefício não inclui ingresso para camarotes, áreas VIPs e cadeiras especiais.
O texto determina ainda que o infrator fique sujeito às penas de advertência, quando da primeira infração; multa de R$ 1 mil, corrigida anualmente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC); suspensão do alvará de funcionamento por seis meses; inabilitação, temporária ou definitiva, para contratar com o Poder Público; e, como pena máxima, cassação do alvará de localização e funcionamento.
Tramitação

O projeto tramita em caráter conclusivo* e ainda será analisado pelas comissões de Educação; de Cultura; de Educação; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Reportagem – Emanuelle Brasil

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Como fazer a ferida doer novamente: o mau uso da imagem dos militares em um tweet



Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

Hoje, há poucos minutos, o jornal O Estado de São Paulo +Estadão lançou um tweet onde afirma que os aumentos para os servidores acrescerão em mais de 50 bilhões de reais as despesas do governo. Vamos analisar friamente os fatos:

a) A publicação da notícia, vinculando-a à imagem dos três Comandantes das Forças Armadas é extremamente tendenciosa. Em uma sociedade cujo rancor ainda é presente quando o assunto é militarismo (por causa do período ditatorial), lançar mão de tal imagem é abrir novamente o debate sobre a importância e a necessidade de aumento para os militares. Muitos podem discordar, mas ainda há milhões de brasileiros que festejariam o fim das FFAA. Muitos ainda consideram os militares como gasto inútil, despesa que poderia ser evitada.

b) Não receberemos aumento. O que teremos será um reajuste para reposição de perdas devido à inflação e ao aumento do mínimo que, obviamente, irá provocar o aumento de tudo. 

c) O percentual concedido será parcelado em 4 vezes, sendo a primeira parcela de apenas 5,5% sobre o soldo (parcela mínima do salário de um militar).

d) Os militares que ganharão os R$ 31.636,00 (em 2019) não correspondem a 0,2% do contingente de 650 mil. 

e) Não cumprimos jornadas somente às terças, quartas e quintas. Temos um regime diferenciado que nos obriga a ter horário para chegar, mas não há garantias de que poderemos voltar aos lares. Isso se chama "disponibilidade permanente". Não acredita? Basta acessar o portal da transparência e verão como está o campo 'jornada de trabalho' para os militares.

f) Não temos força política para negociar os próprios salários, ao contrário do que acontece com políticos, juízes e outras classes de grande poder e influência.

g) Por fim, peço apenas que tenham mais cuidado com o uso da imagem de uma classe que está exaurida. Queremos trabalhar, mas os recursos são escassos. Há muitos anos estamos com nossos meios de defesa em estado precário, sucateados. Como exigir de uma tropa o sacrifício da própria vida se, em tempos de paz, ela não consegue sustentar um padrão de vida digno e condizente com as funções que lhe são impostas? Nós não somos os responsáveis pela Ditadura, não a queremos de volta e não devemos ser caçados e punidos por crimes de nossos antepassados. Por favor, respeitem essas seculares instituições que, além de lutar por nosso território, vão aos lugares que o Governo Federal e os governos estaduais esqueceram...

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

George R. R. Martin não acabou o sexto livro, mas dará sequência à trama na série da HBO


A matéria a seguir foi publicada inicialmente no El País, mas a vi através do Livros e Pessoas...

Franz diz: Vamos aos fatos: a série em livros de Game of Thrones (As crônicas de gelo e fogo) é algo que incomoda os fãs há bastante tempo. Não se trata da qualidade do que está escrito, muito pelo contrário. Trata-se de prioridades, comprometimento e ordenação de compromissos.
Caso você seja um leitor dos romances dele, assim como eu sou, sabe que quando a série de TV foi lançada em 2011, já havia os cinco livros publicados. Então, como o texto abaixo cita, os leitores estavam anos-luz à frente dos fãs que assistiriam à série.
O tempo passa...
O tempo passa e tudo está como antes, pelo menos no universo dos livros, já que o autor não consegue completar a trama do sexto livro. Em contrapartida, a HBO iniciará em abril a transmissão da sexta temporada - que corresponderia ao sexto livro - o que, em tese, seria algo próximo a uma ultrapassagem histórica. A sensação que tenho é a mesma de alguém que está assistindo a uma corrida e vê um piloto largar na última posição e chegar ao fim em primeiro lugar. 
Óbvio que George R.R. Martin irá lançar notas de desculpas, já que isso é o mínimo de respeito que nós, leitores, merecemos e esperamos. Contudo, isso não dissipa a sensação de que ele mudou suas prioridades. Para mim, a impressão é a de que ele está dando atenção ao que dá lucro de verdade. Alguém duvida que a série de TV é muito mais lucrativa que os livros? A fortuna que ele embolsou só com merchandising é incalculável.
Enfim, façam suas apostas e tirem suas conclusões a partir deste meu texto e da matéria que segue abaixo...



Os leitores dos romances do mundo de Game of Thrones sempre puderam olhar para os fãs da série com um sorriso presunçoso e de compaixão. Era algo como: “Se você soubesse o que vai acontecer…”. Mas a partir de agora o processo será exatamente o contrário: George R. R. Martin, autor da série de livros As Crônicas de Gelo e Fogo, na qual se baseia a superprodução televisiva da HBO, anunciou que não terminará o próximo volume, Os Ventos de Inverno, antes da estreia da sexta temporada da série. Ou seja, a trama na tela vai se adiantar em relação aos livros, e serão os leitores que agora terão medo de sofrer algum spoiler.
“Vocês queriam uma atualização, e aqui vai. E não vão gostar. Os Ventos de Inverno não está terminado. Acreditem em mim, não me dá prazer algum escrever essas palavras. Ficarão decepcionados, e não estarão sozinhos. Meus editores estão decepcionados, a HBO está decepcionada, meus agentes, editores e tradutores estrangeiros estão decepcionados… mas ninguém poderia estar mais desapontado do que eu. Durante meses eu queria mais do que qualquer outra coisa poder dizer: ‘Terminei e entreguei Os Ventos de Inverno”, diz o escritor no Livejournal, onde publica regularmente detalhes sobre os progressos realizados no processo de escrita.
Assim, a estreia da sexta temporada de Game of Thrones, em abril, será a única maneira de saber como continuam as tramas e intrigas daqueles quem lutam pelo Trono de Ferro, pelo menos até a publicação do livro, cuja data é desconhecida. A série ganha assim mais um elemento de interesse, mesmo não sendo necessário: a produção já é considerada uma das mais bem-sucedidas da história, apoiada por seus milhões de seguidores e numerosas nomeações para o Emmy e o Globo de Ouro ao longo dos anos.
Os Ventos de Inverno é o penúltimo romance da coleção As Crônicas de Gelo e Fogo. Na verdade, Martin previa inicialmente que fosse o encerramento da saga, mas decidiu acrescentar mais um volume, Um Sonho de Primavera. Enquanto isso, o escritor também contou aos roteiristas da série o desfecho da história.
Ao longo de sua publicação, o escritor se desculpa várias vezes com os fãs, reconhece ter “falhado” com eles, explica o quão ruim são os prazos de entrega estabelecidos pelos editores e responde –mais ou menos– à pergunta que todos os seus leitores estão se fazendo: “A série terá spoilers sobre os livros?”. “Sim e não”, diz Martin, que lembra que, afinal, os enredos literário e da televisão tomaram caminhos diferentes em vários aspectos, portanto, não necessariamente o que for visto na sexta temporada será refletido em Os Ventos de Inverno. Apesar das desculpas do autor, centenas de fãs críticos encheram as redes sociais de comentários indignados e ressentidos com Martin.
Na realidade, os anos que Martin normalmente leva para terminar seus livros têm sido uma tortura há algum tempo para seus fãs. O livro anterior, A Dança dos Dragões, foi publicado em 2011 após seis anos de trabalho. Martin esperava acelerar o processo para os dois últimos livros, mas no fim não conseguiu. O autor está escrevendo Os Ventos de Inverno desde 2010.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Decoração geek para deixar seu lar mais aconchegante.


Acender a luz ganhou uma nova emoção.
Estas são dicas de decoração para que sua casa reflita um pouco de sua personalidade e seus gostos... principalmente se curtir a cultura geek/nerd.
Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

Estante inspirada no logo do Batman
Varal para meias: salve Dobby.
Abajur redstone: Minecraft
Um apoio de livros superbacana.
Lixeira R2-D2
Apoio de livros com o logo de Star Wars
Que tal este tapete gamer?
Luminária inspirada em Mario Bros
Faqueiro com visual das naves X-Wing
Interruptor Lego
Almofada de Rubik
Mesa de centro para jogadores...
Tapete Pac Man


←  Anterior Proxima  → Página inicial