{lang: 'en-US'}

segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

O quase retorno de Anderson "Spider" Silva.



Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

A luta de anteontem mostrou que Anderson Silva, o Spider, continua em boa forma. Suas esquivas estão efetivas e, ao contrário do que muitos afirmam, ele esteve boa parte da luta à frente, buscando o combate, principalmente a partir do 3º round. Mas, infelizmente, sua tática de provocar o adversário não é mais vista com bons olhos pelos juízes. 
Bisping sofreu golpes bem contundentes que fizeram um estrago enorme em seu rosto. Isso, contudo, não o impediu de prosseguir na busca pelo combate. Em contrapartida, mesmo diante de um lutador bem machucado, Spider não buscou a finalização quando a teve em mãos. Pior do que isso foi o fato de ter comemorado sem a decisão oficial do árbitro ou dos juízes. 
Em resumo, mesmo tendo lutado bem, Anderson Silva mostrou seu velho estilo onde a esquiva e o desprezo pelo adversário já não são mais bem vistos pelo público, exceto quando há uma agressividade excessiva aliada às brincadeiras, tal como fazem Nick e Nate Diaz. 
Outro ponto desfavorável foi a guarda baixa de Anderson que em várias ocasiões quase o levou ao nocaute. Ele e outros lutadores brasileiros insistem em manter essa postura destemida, mas eu acredito piamente que um bom lutador não assume a postura do Rocky Balboa. Afinal, isso só dá resultado positivo no cinema.
Enfim, Anderson Silva ainda é um lutador a ser respeitado, algo que não o isenta de manter o mesmo respeito por seus adversários. Bisping venceu não só pela persistência diante de um quadro desfavorável, ele venceu porque o Spider menosprezou seu "jogo" e agiu com excesso de brincadeiras, aumentando o clima de antipatia diante da banca julgadora.
Que as próximas lutas sejam realmente lutas, não espetáculos circenses...



domingo, 28 de fevereiro de 2016

Game of Thrones - 6ª temporada. Review de um sombrio teaser.



Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo

As mais soturnas e trágicas previsões estão contidas em um único teaser. Game of Thrones, 6ª temporada, promete muito. O teaser mostra pilastras cheias de buracos habilmente moldados onde estão fixadas as faces de incontáveis personagens da trama. Alguns já mortos, outros...
A cena choca por incluir, além das faces, frases célebres de alguns deles como Ned Stark, Joffrey, Jon Snow e outros. É assustador e provocante. Aguardem o que virá com muito, muito medo. O Salão das Faces terá, aparentemente, novas aquisições, já que muitas mortes ainda ocorrerão na série.



sábado, 27 de fevereiro de 2016

Novo jogo da EA Sports terá mais de 250 lutadores do UFC, além de Mike Tyson e Bruce Lee


Os games da EA Sports baseados no maior evento de MMA do mundo são um sucesso indiscutível. Agora, some a essa fórmula consagrada alguns ingredientes extras como: gráficos melhores, inclusão de lutadores aposentados (Sakuraba, Chuck Liddell, Royce Gracie, Georges St-Pierre, etc) e a presença de lutadores que não participaram do UFC, mas fazem parte da história das lutas como Mike Tyson e Bruce Lee. Enfim, esse game está destinado a ser o maior sucesso da EA na área, principalmente se mantiver uma boa jogabilidade e incluir uma trilha sonora boa. 
Algumas das imagens dos lutadores não estão 100% compatíveis com a realidade. Bethe Correia está muito estranha, só para citar. No geral, entretanto, temos lutadores idênticos aos originais, extremamente detalhados, incluindo cicatrizes, penteados e tatuagens.
Veja alguns dos lutadores e tenha uma boa diversão ao jogar.
IIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIt´s time!!!!!!!!!!!

José Aldo

Vitor Belfort

Beth Correia

Michael Bisping

BJ Penn

Bruce Lee 
Chuck Liddell

Junior Cigano

Claudinha Gadelha

Daniel Cormier 
Mirko Cro Cop

Demian Maia

TJ Dillashaw 
Georges St-Pierre 
Alexander Gustafsson
Ben Henderson

Holly Holm

Jessica Eye

Juliana Lima

Joanna Jędrzejczyk

Lyoto Machida

Connor McGregor

Miesha Tate

Anthony Pettis

Rafael dos Anjos

Ronda Rousey
Royce Gracie 
Kazushi Sakuraba 
Sara McMann 
Mauricio Shogun 
Anderson Silva 
Mike Tyson 
Valérie Létourneau 
Chris Weidman

Fabrício Werdum 
Cat Zingano


sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Yamishibai: japanese ghost stories. Review do anime onde o medo é a força motriz...


Por: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.

Yamishibai (também grafado como Yami Shibai - Japão, 2013) é um anime cuja proposta é mostrar histórias de terror japonesas. Seus episódios são curtos e cumprem à risca com o que propõe: impor o medo.
As tramas são muito curtas, algo em torno de 4 minutos e meio por episódio, porém isso não diminui a qualidade e as doses de terror. O uso das lendas urbanas é algo que impacta, pois algumas delas foram transmitidas e chegaram até nós de formas diferentes e tão incômodas quanto no Oriente. 
Aliás, quando dizem que o terror oriental é melhor que o nosso, não tenham dúvidas. Eles exploraram as raízes do medo de uma forma diferente, mais próxima dos temores que escondemos do mundo.
A cada novo capítulo vocês verão de tudo que há quando o assunto é sobrenatural: possessão, espíritos errantes, mortes, suspense, maldições. Tudo colabora para que a sensação de incômodo amplie a cada segundo do anime. Por fazer uso de desenhos relativamente simples, animados com técnicas também simplórias, Yamishibai pode aparentar ser fraco. Não se deixem enganar. O simples fato de esse anime estar no Apogeu é sinal de que tem um ótimo conteúdo e, principalmente, atender as expectativas do espectador.



As personagens não têm uma animação como a que conhecemos. O deslocamento é quase quadro a quadro. Algumas cenas com diálogos sequer mostram os lábios em movimento e, ainda assim, você irá olhar atentamente para cada uma das histórias.
O anime mantém as falas no idioma japonês. São elas, além da trilha sonora, que dão vida aos desenhos. É possível sentir o medo e as demais emoções de forma muito mais ampla com a ótima dublagem japonesa. 
São apenas 13 episódios na primeira temporada (não são interligados), o que dá menos de 1 hora para ver tudo. Veja! Duvido que você se arrependerá. Mas é melhor manter as luzes acesas antes de dormir... só por precaução. 

Os episódios dessa primeiro temporada são:
1) A mulher-talismã
2) Zanbai
3) A regra familiar
4) Cabelo
5) O próximo andar
6) O apoio
7) Contradição
8) A deusa do guarda-chuva
9) Maldição
10) A lua
11) Vídeo
12) Tomonari-kun
13) Atormentador

P.S.: esta é a música ao final de cada episódio. Vejam como é singela a letra:
Ali dentro está uma criança prestes a explodir
Coberta em sangue, puxando e empurrando.
Vínculos só trazem lamentações.
Aquele bebê está de mau humor
Será aquela a fonte de tanta inveja?



quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Eu quero a TV Cultura Viva!



Texto: Franz Lima. Curta nossa fanpage: Apogeu do Abismo.
 
Caso você seja um dos usuários da TV aberta no Brasil, provavelmente irá concordar que as programações estão cada vez mais apelativas e menos interessantes. Big Brother, programas de auditório de gosto duvidoso, jornais sensacionalistas, novelas que buscam audiência por meio da controvérsia e da polêmica... não é fácil ser um espectador dos canais abertos. Como diriam meus antepassados: o barato sai caro.
Uma das poucas opções para essas pessoas que querem algo de melhor qualidade era a TV Cultura. Com programas consagrados como o Sem Censura, Castelo Rá-Tim-Bum, Entrelinhas, Cocóricó, entre outros, a emissora era um oásis para driblar as péssimas programações impostas pelas demais que só querem chamar o público através do apelo e da baixaria.
Mas parece que nada é eterno. Por motivos desconhecidos, a emissora tem sido alterada de forma brutal, pondo fora do ar vários programas consagrados que, inclusive, migraram para a TV paga. 
Espero, honestamente, que isso não seja definitivo, principalmente quando a cultura e seus expoentes estão sendo postos de lado em nome do lucro através do apelo ao sexo, violência e banalidades.
 
 


A arte em pintura corporal de Kay Pike. Incrível!!!


Lady Deadpool
Kay Pike é uma canadense que tem um grande talento para a pintura corporal. Suas pinturas, feitas em si mesma, dão vida a personagens de animação, quadrinhos e mangás. 
As pinturas levam horas de dedicação exclusiva. Alguns dos trabalhos são tão perfeitos que chegam a ser confundidos com os originais dos quais foram inspirados. Duvida? Então, vejam...
 
Kay Pike
Redes sociais de Kay:


Attack on Titan

Cheetara

Nebula
Duas-Caras, Homem-Aranha e Mulher-Hulk
Robin
Doutor Destino

Freeza


←  Anterior Proxima  → Página inicial